29 de novembro de 2016

AMOR É


Ele ter noção que este mês foi horrível para mim e querer fazer com que acabe bem, levando-me a comer uma das minhas francesinhas preferidas. Tentou fazer com que fosse uma surpresa e só queria aparecer em casa para dizer "vamos jantar fora", mas não resultou porque eu descubro sempre. No entanto conseguiu aquecer-me o coração, mais uma vez.

24 de novembro de 2016

Desk Tour


Eu adoro estudar, adoro o meu cantinho, adoro chegar ao fim do dia e sentar-me em frente à secretária, nem que seja para planear o dia seguinte.
A minha secretária é do IKEA, custou cerca de 70€ e tanto quanto sei já não existe, mas encontram muitas parecidas com esta.
Antes de a ter, usava uma escrivaninha antiga que está anexada ao meu móvel/estante, mas não gostava nada porque ela era propositadamente inclinada e estavam-me sempre a cair as coisas todas. Depois, a minha mãe achou por bem usar o meu quarto para arrumar a arca onde colocava jogos de cama, e eu passei a usá-la como secretária. Mas não era muito alta e eu não conseguia estudar umas horas sem sair com dores de costas. No primeiro ano de faculdade, pedi à minha mãe para investirmos numa secretária para eu conseguir estudar como "gente normal" e foi esta a escolhida. Eu adoro-a pelo simples facto de ter muita arrumação e compartimentos, por ser branca, e por ser mesmo a minha cara.

22 de novembro de 2016

Mais de 1000 razões para ser feliz 009


O meu amorzinho.

Tem 3 anos e foi o primeiro animal que me fez sentir e dizer que tenho um animal de estimação. Quando era pequena já tinha tido um cão mas não lhe dava muita atenção, só brincava com ele e afins mas não o sentia tanto como sinto com este. 3 anos depois e ainda ninguém sabe o nome dele. A minha prima quis Ruca, eu quis Bazinga, a minha avó chama-lhe Chico ou Nino e andamos nisto. A única pessoa que o chama pelo nome é a minha prima porque nós só lhe chamamos por nomes amorosos (eu chamo-lhe bebequinhas porque posso), ou por pssh pssh (sim, fazemos parte da comunidade que deixa os gatos acreditarem que esse é o nome deles).

20 de novembro de 2016

SUNDAY PHOTODAY • 14-20 nov

 

Desta vez vimos mais um shopping enfeitado, mas foi o MaiaShopping. Estas coisas de Natal são sempre tão giras para mim, pelas luzes e conforto que dão.


Mais uma semana de trabalho para o Hugo e mais uma quarta deliciosa de carbonara. É de longe a minha comida preferida e não me importava nada de a comer todos os dias.


Quinta foi dia de manutenção num dentista e avaliação noutro, fui a pensar que ia ser só avaliada e saí com um siso a menos, problemas e preocupações a mais e, embora tenha perdido um pouco a fé numas pessoas, ganhei por outras.


A tal foto de praxe do blog. A vista que me encanta. E um leite com chocolate logo na manhã de sexta, acompanhado com um pãozinho para conseguir tomar o comprimido para as "dores" (que mal as sentia mas que me tinha sido indicado).


Esta semana acabei o meu primeiro trabalho e comecei outro. A pressão já se começa a fazer sentir, finalmente. Também vi o 9º episódio desta temporada de How To Get Away With Murder e ainda estou aqui sem conseguir acreditar no que se passou. É assim criaturasdomalqueescrevemséries (aka shonda rhimes neste caso), parem de matar personagens que nos fazem gostar deles!! Mas no fim de tudo, gosto de séries que não têm medo de perder um personagem principal e apesar de tudo, o episódio foi fantástico.


17 de novembro de 2016

BLOGGER TEMPLATES

Já várias meninas me perguntaram como pus o blog assim, ou se sei algum tema grátis, se conheço maneiras de colocarmos o blog mais bonito, etc.
Como acho que a maioria conhece estes sites, mas como também sei que ainda há bloggers que não conhecem, demorei mas hoje vou partilhar com vocês sites de temas para o blog e os meus preferidos.


Sites:

15 de novembro de 2016

10 passos para voltar a ter motivação


Dei por mim num momento horrível da minha vida em que nada me motivava e em que me sentia sem vontade para fazer nada. Não vou dizer que é uma fase normal, porque se é, eu não aceito que seja. Para mim, tenho que estar sempre motivada e sempre pronta para fazer tudo o que eu quiser e o que me for pedido. Já só tinha mais um post agendado no blog e não sabia porque estava a deixar tudo descambar. Até que me apercebi que as coisas tinham que mudar.

Compra algo que (não) precisas. Esta talvez seja a menos importante mas há sempre alguma coisa que queremos comprar e que sabemos que não precisamos. Mas neste caso, nós precisamos. Sabemos que é uma compra que mesmo que não precisemos de investir dinheiro nela, pode vir a ajudar no nosso estado de espírito. Por exemplo, eu compro sempre imenso material escolar, e começo a achar desnecessário comprar mais, fui ao continente e vi uma capa bonita, pensei que não precisava mas ao comprar, não sei porque me fez sentir tão YESS, mas percebi que há sempre coisas novas a estrear e coisas que mesmo eu pensava que não precisava, deram um boost.

Passeia, mesmo que não tenhas vontade. Obriga o teu corpo a sair da cama ou do sofá para ires onde quer que seja, nem que te obrigues a dar a volta ao quarteirão. No meu caso, eu tinha uma consulta marcada para sexta e não queria sair de casa, apetecia-me ficar em casa a ver séries ou simplesmente a passear pela internet. Mas sair de casa fez-me ver sítios bonitos, tirar fotos, ganhar vontade de passear mais e mais e esquecer o porquê de eu não querer ter saído da cama em primeiro lugar.

Percebe a causa da falta de motivação. Aconteceu alguma coisa que te fez ficar em baixo? Alguma coisa que mudou as tuas vontades repentinamente? Alguém te disse alguma coisa menos boa? Disseste alguma coisa menos boa a alguém? Alguém te desiludiu? Sentes-te mal com alguém? Há tanta coisa que pode ser “a causa”, sem que no momento não tenha importância e depois vêm-nos a afetar de dia para dia. Ou algo que já identificamos mesmo como uma causa para ficarmos sem motivação. Perceber é essencial para resolver.

Dá para resolver? Resolve. Não dá? Não penses mais nisso. As coisas são mais fáceis do que parecem. E nem sempre o “falar é mais fácil que fazer” é aplicável. Não podem pensar isso ao ler isto porque eu fi-lo. Encontrei a causa ou, no meu caso, as causas, e resolvi as que davam para resolver. Encontrei umas que não havia maneira de contornar e pensei “de que me adianta estar a pensar nisto?”, são só pensamentos negativos que, mais uma vez, não vão mudar nada. Se não dá para resolver, só estamos a gastar energia com coisas que não são necessárias, em vez de gastarmos no que realmente importa.

Fala. No corrimento dos pontos anteriores, falar é importante. Eu não o queria fazer, mas acabava por acontecer quando me queixava das coisas durante as viagens com o Hugo. Inconscientemente, estava a descarregar tudo aquilo que me fazia mal e tudo aquilo que me atormentava. Claro que não chegava, porque, lá está, não tinha consciência que o estava a fazer. Mas a Joana estava preocupada comigo e conseguiu com que eu falasse com ela de uma das coisas que me preocupava e senti-me mais leve, não só por falar, mas também por ouvir os conselhos que ela me deu. Por vezes as pessoas têm coisas fantásticas para nos dizer mas, como não queremos falar, não as ouvimos.

Ouve músicas antigas. Ouvir músicas antigas faz-me sempre querer cantar e cantar as letras que todos sabemos de cor, pura e simplesmente por serem antigas e talvez nos tragam recordações boas! Se vocês não estão no mood para aquelas músicas R&B do Ne-Yo, do Usher, o que quer que seja, ouçam as que vos fazem sentir bem e que vos puxem para cantarem. Se não são músicas mexidas, que sejam as lentas! Mas não se deixem abalar.

Pensa na próxima coisa que queres que aconteça. Pensar em eventos próximos com os quais estamos entusiasmados também ajuda e muito. Lembrarmo-nos que depois da tempestade toda passar, aquela coisa vai chegar é tão bom! No meu caso, tenho um evento de 8 a 11 de dezembro, o congresso da APAVT. Fico entusiasmada porque vamos para Aveiro, o Hugo vem comigo, vamos dividir um quarto, passear por outros ares e participar num congresso da nossa área. Ouvir e conhecer profissionais que nos possam inspirar.

Começa pelo que custa menos. Em termos de escola/faculdade. Têm muitos testes e trabalhos para entregar? Pensem no que mais vos interessa e façam-no. Pensem na disciplina que vos fascina mais e estudem-na. E se nada disto vos fascina, porque não ler um pouquinho do que se trata? Talvez vos suscite interesse. No meu caso, tenho um trabalho para entregar dia 22 sobre Literatura de Viagens. No início achei o tema tãããão desinteressante, mas assim que comecei a ler um pouco sobre isso e a conhecer mais o tema e o que o envolvia, e tive vontade de o começar imediatamente. Por vezes é só a nossa mente que, como tudo tem estado tão aborrecido, à partida é só mais alguma coisa sem interesse nenhum. Mas enganamo-nos muitas vezes.

Faz algo que realmente gostes e que realmente te interessa. O que te desmotiva é a escola? A faculdade? O trabalho? Basicamente: a tua obrigação? Porque não fazeres o teu hobbie então? Desligar um pouco das responsabilidades e fazer o que mais gostamos para nos relembrarmos que a vida nem sempre é aborrecida, que há mais para além do obrigatório e do que nos deixa em baixo. Umas horas não fazem mal a ninguém! Eu parei de fazer os meus trabalhos para escrever posts para o blog porque simplesmente me alegram mais e já estou com vontade de voltar ao trabalho porque simplesmente já me “diverti” um pouco, já desliguei do que me aborrecia, e já tenho motivação de novo. É como recarregar energias.


(Re)lembra-te porque começaste. Não penses em desistir só porque algo está a correr mal. Já pensaste em tudo o que fizeste até agora? E porque foi isso? Porque nos importávamos! Porque queríamos! Porque nos interessava! Pelo que quer que seja. Devemos sempre lembrarmo-nos do que nos fez começar. Se na altura fazia sentido, agora também pode fazer, é só lembrarmo-nos das coisas positivas. E, também, é importante saber porque queremos acabar. Estás com falta de motivação para as tuas “obrigações”, mas lembra-te do que concluir o quanto antes te vai trazer. Exatamente! O que queríamos no primeiro lugar.

13 de novembro de 2016

SUNDAY PHOTODAY • 7 nov-13 nov


Fui ao norte shopping e já estava tudo com aspeto natalício. Esta época é tão acolhedora que dá gosto passear pelo shopping ou por onde quer que seja.


Esta semana foi semana de estudar e preparar mentalmente para os tempos que vão chegar. A semana começou com o Hugo e acabou comigo.


Pude finalmente estrear o casaco que a minha mãe me ofereceu e que eu tanto gostei. Chegar a casa é significado de chegar ao nosso conforto, ao nosso sítiozinho. E eu adoro a sensação de colocar a chave na porta e entrar.


Mais uma vez, estas vistas fascinam-me sempre e acho que já não podem faltar num sunday photoday. Também foi um dia de pintar as unhas com a minha irmã, porque ambas queríamos experimentar o verniz preto.


Na sexta fui tomar uma vacina e fui procurar dentistas acessíveis para extrair os dentes do siso (e, já agora, se souberem de algum digam-me porque estou farta de ver 100€ para cima).


Sábado foi dia de ver a minha prima tentar gatinhar pela primeira vez. Lá se vai arrastando com o rabo para conseguir apanhar alguma coisa e é tão fofo de se ver. 


Também foi dia de fazer Geocaching, e que saudades que eu já tinha! Fizemos um trilho em Vila do Conde e andamos 10km.


Hoje é dia de por tudo em ordem entre as duas agendas e de ler alguns artigos. 

E foi esta a minha semana. Que a próxima seja ainda melhor, tanto para mim como para vocês!

10 de novembro de 2016

MANGO wishlist

Não sei se ainda faz parte da minha mudança, mas ando apaixonada por vestidos. Principalmente os da mango. Hoje trouxe-vos 17 – os meus preferidos. Sim, são imensos e sim, quero todos. Estão aqui 527€ em vestidos e é assim que eu percebo que realmente devia investir num vestido de meio em meio ano que seja. Nem sempre gostei de vestidos, usava-os em ocasiões muito especiais e achava que me ficavam super mal, no entanto, agora penso que, mesmo que a maior parte não seja adequada para ir para as aulas, quero crescer rapidamente para poder usar este género de vestidos e sentir-me super grown up bem sucedida. Não sei se me faço entender, ou se vos consigo passar o empowerment que estes vestidos me fazem sentir, mas tentei.

8 de novembro de 2016

Pinterest inspired 002


Tatuagens. Com o passar do tempo tenho esquecido isto de “não posso ter tatuagens por causa do trabalho”. Eu tenho uma e cheguei a sentir-me culpada por a ter feito, só porque a Emirates não aceita pessoas tatuadas, onde quer que seja. Sempre pensei que uma pessoa não pode ser julgada pelas tatuagens ou piercings que tem. Uma pessoa não pode ser julgada pelo aspeto. Podem estar a dispensar a mais-valia da empresa por meras ideologias da sociedade. Ao falar disto, já me foi questionado “porque não tiras a tua tatuagem? Hoje em dia já se pode fazê-lo”. Já pensaram que eu não quero? Que não sou obrigada a mudar os meus gostos e a sacrificar-me para entrar numa companhia que pensa totalmente diferente de mim e que acaba por ir contra os meus ideais.
Com isto, e com tudo o que andei a pensar, comecei a idealizar a minha próxima tatuagem. Estas são tatuagens que eu sempre quis e em qualquer altura pensei fazer.

6 de novembro de 2016

SUNDAY PHOTODAY • 31 out-6 nov

Esta semana foi mais curtinha para mim, passou mais rápido e não tirei muitas fotos. Foi uma semana que me deixou um pouco em baixo e ainda pensei em não fazer este post, mas como tinha algumas (poucas) fotos, decidi aproveitar para não falhar com isto.


Fomos ver o Doctor Strange ao cinema e aqui aldrabei um pouquinho. Fomos no sábado, mas como eu não inclui no Sunday Photoday da semana passada, decidi publicar nesta, porque as fotos eram realmente poucas.


Comprei maionese de alho e fiquei a babar-me por todos os lados. É a melhor coisa de sempre.


Aproveitamos o feriado para estudar e fazer trabalhos e para mim acaba por saber bem, de certa forma.


O Hugo dormiu em minha casa duas vezes, e, portanto, teve que fazer carbonara para mim. Mais uma vez.


Também vimos finalmente o filme da Dory, e adorei. Já é mais um filme a falar aqui, muito provavelmente.

E pronto, foi esta a minha rápida e pobrezinha semana. Espero mesmo que a próxima seja melhor, traga melhores notícias e que corra melhor e mais rápido. Boa semana para vocês!

3 de novembro de 2016

Positividade

Eu precisava destas coisas na minha vida. De aprender a ser positiva. De aceitar que as coisas boas aconteçam. De me deixar levar. 
Li que para criar um hábito são precisos 21 dias. E durante esses dias vou criar uma rotina de 10 coisas a fazer para ser uma pessoa mais positiva, mais calma e mais feliz, esperar que dê certo e ter esperança que esses 21 dias se possam estender por meses.
Depois de ter publicado os meus objetivos aqui, senti-me ainda mais na obrigação de os cumprir e por isso quero fazer o mesmo hoje, com os meus objetivos para esses 21 diass

1 de novembro de 2016

FAVORITOS DE OUTUBRO

Este é mais um mês que eu vou dizer que passou mesmo muito rápido, porque realmente passou. Quando dei por mim já tínhamos passado de 10 para 11 e já não percebia, de novo, onde é que eu estive durante estes 31 dias. O tempo este ano está realmente a passar muito depressa, embora me pareça sempre que ainda estamos no mesmo dia. 
© Traffic in the Sky. Design by Fearne.