28 de dezembro de 2015

15

Às vezes penso que não mostro o valor que te dou ou até que não te valorizo tanto como devia. Não é fácil ter um namorado como tu e meter na cabeça que tenho que me habituar a ter um namorado "de sonho" e que esse sonho não vai acabar, que posso dar tudo que não me vou magoar, mas és tão perfeito que eu não consigo perceber muitas vezes se estou a viver aquilo ou se ainda estou a dormir no teu peito e a sonhar com coisas que quero. Mas para quê sonhar mais se já te tenho? Já tenho o meu príncipe, o namorado que me leva o pequeno almoço à cama, tenho que te agradecer muito por isto porque sei que é difícil sair do quentinho para fazer algo que nem é para tu comeres. Mas também tenho que te agradecer por mil e uma coisas que fui perdendo o hábito. No primeiro dia em que me deixaste perto do metro agradeci-te muitas vezes e fui a pensar que foste querido comigo, nas vezes seguintes fui-te agradecendo e agora que às vezes até me deixas à porta de casa só te dou um beijo e nem sempre agradeço. Como quando me tiras comida ou quando me enches o copo ou quando me chegas alguma coisa. Ou quando vês coisas que eu quero em vez das coisas que tu queres. Ou quando mexo contigo e não te peço desculpa. Quando te magoo e não peço desculpa... Mas fica sabendo que sou eternamente grata por te ter como namorado e que nunca te quero magoar, nunca nunca. Obrigada por tudo o que fazes e continuas a fazer, desculpa por tudo o que faço ou pelas vezes que falho... Amo-te demasiado mesmo e nem reparei o quanto o sentimento cresceu. Mas cresceu, e muito, e eu acho sempre impossível amar-te mais.
Quero e anseio demasiado casar contigo, a nossa casa, o nosso espaço, o nosso tempo, tudo. Penso tantas vezes como seria e só me imagino mais feliz que nunca. Espero que isso se realize e que tudo seja fiel ao que imaginamos porque também te quero ver feliz quando tivermos a nossa casa ou quando casarmos ou o que quer que seja.
Amo-te mais que tudo meu amor, não sei viver sem ti e espero que percebas que te amo mesmo demasiado e que nunca te vou deixar. Vou estar aqui para te ajudar a passar por tudo, sempre. Obrigada por aturares este feitio difícil como a merda e não desistires em altura nenhuma porque "queres-me como namorada porque foi para isso que lutaste".
Para além de seres das pessoas que mais amo és das que mais admiro sem dúvida nenhuma.
Por isso obrigada por mais 31 dias do meu lado.

12 de dezembro de 2015

Christmas Wishlist

  1. Adidas 
    Ainda em dúvida se foram descontinuadas ou não, mas, materialmente, ero que eu mais queria este Natal.
  2. Pandora
    As asas em forma de coração porque sei que estou protegida pelo meu avô e o passaporte pelo meu curso e pela minha vontade de viajar.
  3. Kiko
    Adorei esta cor e deixo sempre até à última para o comprar, veremos se ainda é este ano.
  4. H&M
    A P A I X O N E I - M E pelo estojo de maquilhagem (claro que não o ia usar para maquilhagem) assim que o vi. Tornou-se a 3ª coisa que mais quero. 
  5. Primark
    Sempre que lá vou penso em comprar o pincel bronzeador mas deixo sempre "para a próxima" e o pincel de esfumar porque para além de precisar de um, é também pela curiosidade que tenho em experimentar os pincéis da primark. 
  6. Ikea
    Acho este caderno tão querido, mesmo que não precise dele.
  7. Essence
    Quando tento comprar o pó matificante na wells a que costumo ir, nunca há, assim como o lápis de lábios. Não é uma prenda que eu queira, é mais algo que eu quero comprar.
  8. Bershka
    Por fim, a segunda coisa que mais quero (e a primeira mais realista sendo que todas as pessoas que trabalham em lojas dessas me dizem que """já vou tarde demais""" para as sapatilhas), andei em cima de um casaco destes há uns 2 anos atrás, deixaram de vender e agora voltaram. Quero tanto tanto!
Gostaram? Que coisas gostariam de receber este Natal?

9 de dezembro de 2015

I'll miss you forever

2 anos e nada melhorou.
A saudade nunca acaba mesmo, só aumenta. O que dizem de "com o tempo isso passa", é mentira. Todas as vezes que o ouvi sabia disso mas dizia sempre "espero que sim".
Está quase a chegar o Natal e é mais um ano que não estás cá, já são 3 natais sem ti e no primeiro ano, ao acordar, desejei-te Feliz Natal, onde quer que estivesses. O choque é tanto, tinham passado duas semanas e eu ainda tinha esperança que te ia ver sentado no mesmo sitio de sempre. Quis sentar-me ao lado da avó mas recusei-me a ocupar o teu lugar. Ninguém o vai fazer, nem o lugar físico nem o emocional.
Nunca cheguei a dizer-te adeus ou o que quer que fosse e nunca vou ser capaz de o fazer, para mim ainda estás comigo e não quero nem consigo despedir-me de ti.
Na passagem de ano brindei a ti, mais tarde chorei por ti. No meu aniversário a mesma coisa. Quando entrei na faculdade igual. Quando trajei só queria ouvir que tinhas muito orgulho em mim, toda a gente me disse que ias estar orgulhoso e eu sei que sim, mas falta-me sempre a tua voz. Mas estou a aprender a tornar esse choro e essa tristeza em força porque tudo o que eu faço, sou e onde estou é por ti e por te ter como referência, caso contrário não conseguia nada na vida.
Há pouco tempo disseram-me que é normal toda a revolta que sinto porque os nossos super-heróis ocupam um grande espaço em nós que quando nos deixam, é impossível preencher esse espaço com o que quer que seja. E tu és o meu super-herói. O meu avô, o meu pai e a minha eternidade.

2 de dezembro de 2015

fourteen and counting

Se amar é agradecer tudo o que fazes por mim, nem que seja interiormente, se amar é querer estar o maior tempo possível agarrada a ti, se amar é ter medo de te perder a cada segundo que passa, se amar é querer-te perto a toda a hora, se amar é ficar irritada com tudo o que fazes porque gostas de me ver assim, se amar é dedicar-me a ti com tudo, se amar é não controlar a felicidade, a tristeza ou qualquer sentimento quando estou contigo porque há muito tempo que não sei o que é não ser transparente, se amar é ter saudades por não estar contigo um dia, se amar é tentar fazer tudo o que posso para que sejas feliz, se amar é sentir-me inútil quando isso não acontece, se amar é ter a cumplicidade que temos, se amar é sujeitar-me a coisas que antes nem sequer pensava conseguir, se amar é cuidar, tratar, .., é suportar as tuas dores, é dar-te toda a felicidade, é ver em ti o que via no primeiro dia, é saber que tenho o homem certo do meu lado, é ter medo que te fartes de mim, é ter medo de estragar tudo, é sorrir por ouvir o teu nome, por te ver ou por ouvir a tua voz.. Se amar é tudo isso, eu só aprendi agora, contigo. Se amar é tudo isso, eu tenho que te agradecer por saberes fazer com que eu te ame sem fim. Agradecer também pela paciência que tens comigo. Pelo que arriscas por mim, pelo que fazes mesmo não devendo, pelas vezes que me defendes, pelas vezes que me fazes rir e até chorar, por estes 14 meses e uns dias.
© Traffic in the Sky. Design by Fearne.