17 de dezembro de 2013

Nunca senti dor tão forte como agora. É um vazio enorme e um sentimento de culpa nunca antes sentido.
Podes voltar só para eu te sentir mais uma vez e despedir-me, pelo menos? Podes-me perdoar por nunca te ter dito o quanto gostava de ti?
Dói saber que nunca mais vou ter respostas tuas, que nunca mais te vou ouvir ou ver. Mas embora esta dor seja permanente, eu sei que a "cegueira" quanto ao assunto não vai ser. Um dia vou acordar e interiorizar-me que não estás mais comigo, connosco. Que não tens o teu lugar marcado. E que tudo por que até agora lutaste, foi em vão por um lado, e valorizado pelo outro.
Vais ser sempre o meu super-homem e vai ser em ti que vou pensar não só no teu dia de anos, no dia da tua morte, nas épocas festivas, no dia dos avós... mas também no dia do pai.
Adoro-te vô, adoro mesmo.

4 comentários

  1. respeito os teus sentimentos, espero que encontres toda a paz necessária.

    este ano foi, para mim, um ano marcado por uma grande perda. é triste pensar que aquela pessoa nunca mais vai voltar a entrar pela porta da nossa casa.

    céu cada vez mais cheio de estrelas.

    ResponderEliminar
  2. Ele estará sempre no teu coração, não duvides.

    ResponderEliminar
  3. força para as duas, é o que é preciso.
    infelizmente vamos perder muitos ao longo do caminho.

    ResponderEliminar
  4. Identifiquei-me tanto com este texto. Sei o quanto é difícil, muita força! Beijinho

    ResponderEliminar

© Traffic in the Sky. Design by Fearne.